• Jessica Dourado

Redator freelancer e o medo de recusar trabalhos



Quem está iniciando na vida de redator freelancer, normalmente, pega tudo quanto é trabalho. Texto para blog, conteúdo de site, redes sociais, roteiros e tudo mais que aparecer.


Mas com o tempo (se tudo der certo) já não é mais tudo que faz sentido escrever e nem todo trabalho compensa tanto assim. Como a ficha começa a cair e como a gente consegue selecionar os trabalhos?


Hora de parar e analisar


O processo da ficha cair é, na verdade, um processo bem natural. conforme sua demanda vai crescendo, você vai percebendo o que faz sentido continuar produzindo, quais parcerias são lucrativas e quais são mais dor de cabeça do que outra coisa.


No entanto, há dois fatores que costumam impedir o redator freelancer de começar a recusar alguns trabalhos. Eles são:


  • Financeiro: recusar um trabalho é o mesmo que recusar dinheiro, e quem está em uma situação precária, muitas vezes, não pode se dar a esse luxo;

  • Credibilidade: muitos redatores ficam com medo de recusar um job e ficar queimado na praça.


Além disso, muitos freelancers embarcam em trabalhos sem garantias na esperança de conquistar clientes fixos. E muitas vezes até baixam muito o valor da sua produção para não perder a oportunidade.


Não precisa ser assim. Pelo menos, não sempre.


Crescimento e estabilidade


No início é comum (e até questão de sobrevivência) que redatores aceitem trabalhos que não remuneram tão bem (o preço justo) e que dão muito mais trabalho do que era previsto no escopo.


Entretanto, com o tempo a tendência é que esses perrengues diminuam. E como essas situações podem ser contornadas com o passar do tempo?


  • Clientes fixos;

  • Valorização do seu trabalho;

  • Trabalhos maiores que pagam mais;

  • Menos jobs que pagam pouco.


Conquistar a famosa estabilidade é o sonho de todos. Parece distante, mas vale destacar aqui que não é impossível.


Para conseguir mais clientes você precisa fazer prospecção, pedir para seus colegas te indicarem e investir em parcerias. No entanto, conforme você vai ganhando experiência e autoridade, é preciso organizar seu tempo com inteligência.


Mesmo sendo autônomo e não tendo o compromisso com um serviço CLT que tem horário de entrada e saída, o dia continua tendo apenas 24h e você precisa viver com qualidade. Por isso, a opção de pegar tudo que aparecer já não é tão viável.


Como lidar com essa situação?


Se eu disser que sei a fórmula de garantir mais clientes bons e eliminar os jobs que não compensam, vou estar mentindo e sendo irresponsável. Posso compartilhar o que estou tentando e o que está funcionando.


Prospecção é algo que sempre reservo um tempinho da minha semana para fazer. Mesmo com clientes fixos e bons no momento, nós nunca sabemos o que nos espera mês que vem. Por isso, manter clientes no radar é importante.


Se especializar em um nicho é uma boa pedida também. Se tornar autoridade e especialista em um assunto e/ou formato específico pode render uma prospecção mais assertiva e os clientes podem firmar parcerias lucrativas. Mas para isso é preciso se dedicar com afinco.


Ter em mente o que você é muito bom e o que você não é tão bom assim pode te ajudar na hora de procurar e selecionar clientes.


Eu, por exemplo, recentemente aceitei o fato de que redes sociais não é minha especialidade e, na verdade, nem muito do meu gosto. Os jobs de redes sociais costumam ser os mais estressantes e que não me rendem tanto dinheiro quanto os de textos para blog.


Por isso, nos últimos meses decidi ir deixando e recusando os trabalhos dessa área. Óbvio que vou aos poucos, afinal, abrir mão de job é abrir mão de dinheiro (mesmo que pouco). E claro, estou sempre procurando clientes para compensar os clientes de redes sociais que eu tinha.


Eu não considero que estou com essa estabilidade, mas não posso negar que estou em uma situação um pouco mais confortável (se for comparar com o panorâma atual do povo brasileiro).


Tarefa diária


Como eu disse, não há uma fórmula mágica que faça você ganhar estabilidade e trabalhar apenas com o que deseja do dia para noite. Se existe, eu desconheço. Por isso, é um exercício diário construir sua estabilidade.


Então não deixe para depois essas metas! Vamos recapitular algumas dicas:


  • Separe um momento do seu dia ou semana para prospectar;

  • Se possível, se especialize em um segmento;

  • Invista no que você é bom, e se puder evite o que te dá mais dor de cabeça do que lucro;

  • Faça parcerias;

  • Recuse trabalhos que não compensam financeiramente;

  • Busque clientes fixos.


Além disso, é importante frisar que escutar conselhos nunca é demais. Mas, de novo, é bom selecionar. Escute tudo o que puder, mas absorva o que fizer sentido para você! E, claro, vá testando e analisando o que pode dar certo para o seu negócio.


Quando precisar de uma redatora, pode contar comigo


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo