• Jessica Dourado

6 coisas que aprendi (até agora) sobre a vida profissional


A experiência de cada pessoa é única e cada ser reage a sua forma diante dos acontecimentos da vida. No entanto, nesse mundo cada vez mais automatizado, é comum passar por experiências semelhantes. Principalmente quando se trata de vida profissional.


Acredito que não passei por tanto até agora. Seja pela minha idade (24 anos), pelo meu tempo de estrada, minha área de atuação. Mas ainda assim acredito que tenho coisas a compartilhar, coisas que eu gostaria que tivessem compartilhado comigo. E, claro, coisas que a gente só vai aprender quando passa.


Por isso, nesse texto vim partilhar com vocês alguns ensinamentos que venho tirando da vida profissional. Lembrando que sou jornalista e trabalho majoritariamente com redação e redes sociais.


1 - Saiba pedir e receber ajuda


É comum, principalmente no início da vida profissional, vir a famosa vergonha de perguntar, de pedir ajuda. A verdade é que ninguém nasce sabendo de tudo, e a melhor forma de saber é perguntando.


Não fique com receio de pedir ajuda e achar que está incomodando. É melhor “incomodar” no começo, perguntar, aprender e seguir, do que se fechar, não saber e ficar por um longo tempo fazendo as coisas de forma errada.


Da mesma forma, é importante saber receber ajuda. Há muitas pessoas no mercado de trabalho que estão dispostas a ajudar. Ter a humildade de aceitar ajuda quando oferecida só eleva seu nível de aprendizado, networking e te faz crescer profissionalmente.


2 - Reclame com quem tem que reclamar


Essa parece bem simples. Mas bem difícil de colocar em prática. Reclamar é comum, fácil. No entanto, direcionar sua reclamação para o lugar certo pode exigir coragem e bastante maturidade.


Seja qual for a fonte da sua reclamação (liderança, colegas de trabalho, clientes, colaboradores), é importante deixá-la ciente do incômodo que está te causando.


Isso porque, quando deixamos a pessoa saber que algo está errado, há uma grande chance do problema ser resolvido, ou pelo menos amenizado. É comum que quem esteja errando, não esteja ciente disso.


Mas vale destacar algumas coisas:

  • Chame para conversar no particular

  • Fale de maneira gentil e educada

  • Esteja preparado para um resposta que talvez não te agrade

  • Esteja aberto a ouvir caso você seja o motivo da chateação

3 - Empresa não é família, é empresa


Muitos podem trabalhar em ótimas empresas e discordar dessa afirmação. Mas é a pura verdade. Esses dias li no Linkedin que “a empresa pode até ter uma família, ser de uma família, mas não é sua família”.


É essencial ter isso em mente, pois muitas vezes nos sentimos culpados e/ou somos colocados em situações desconfortáveis sob o discurso de “somos uma família”. Não caia nessa.


Você pode estar em um ótimo lugar, com pessoas extremamente cooperativas, líderes atenciosos. Mas quando o dinheiro vai acabando, quando é preciso fazer cortes, quando você para de produzir o que é preciso, não há “família” que segure seu emprego.


Mas não deixe esse fato você se blindar de fazer boas amizades no trabalho. Em empresas podemos conhecer pessoas que vamos levar tanto na vida pessoal quanto na profissional.


4 - Nada é para sempre


Nessa minha (ainda curta) trajetória profissional, eu já pedi demissão, já fui demitida, já tive alguns freelas muito bons, já fiquei meses sem ter renda nenhuma. E se tem uma coisa que aprendi com a minha mãe é que tudo passa. Tanto as coisas boas quanto as coisas ruins.


Por mais estável que você esteja em um emprego, por mais que você esteja com muitos clientes, é importante ter em mente que isso pode acabar.


Da mesma forma, se você não está conseguindo trabalho nenhum, se seus freelas não estão engrenando, se a seca financeira te atingiu. Não é para sempre, uma hora vai pingar. No entanto, você precisa se mexer.


Com essa certeza de que nada é para sempre, é importante se atentar para:


  • Ter uma reserva financeira

  • Mantenha contatos profissionais ativos (uma hora você pode precisar)

  • Conforme conseguir, vá atualizando seus conhecimentos e habilidades

  • Se desapegue da ideia de que algo nunca vai acontecer com você (tanto de ruim quanto de bom)


5 - Para ficar para trás basta ficar parado


Escutei essa afirmação de um padre e levo para a vida. Seja no âmbito acadêmico, profissional, pessoal, não podemos ficar parados. E não apenas no sentido de aprender coisas novas, mas estar aberto a novas amizades, relações de trabalho, novos métodos etc.


Claro que ninguém tem energia e tempo para abraçar tudo que é novo. Mas é importante não se fechar e, sempre que puder, explorar coisas novas.


Quando o desemprego, o descontentamento com seu trabalho, com sua área de atuação batem, é preciso se renovar. Fazer um novo curso, uma consultoria, pesquisar sobre diferentes áreas, se atualizar da sua área, fazer atividades físicas.


Não ficar acomodado é essencial para que sua vida profissional (e até pessoal) não fique estagnada e dependente única e exclusivamente de um emprego estável. Por isso, não pare. Se abra ao novo sempre que puder.


6 - Se relacione de verdade com as pessoas!


Já escrevi um texto aqui no blog sobre a importância de cultivar parcerias, e reforço aqui. Porque isso faz toda a diferença!


Por mais tecnológico que esteja o mundo, é com pessoas que você trabalha, é para pessoas que você escreve, vende, mostra sua arte, seu vídeo, seu post. Então nunca despreze a interação com pessoas.


Além disso, o networking é uma das coisas fundamentais se você deseja ter mais clientes, expandir sua atuação no mercado ou até mesmo aprender mais coisas.


Seguimos no aprendizado


Como eu citei no título do texto, essas são algumas coisas que eu aprendi até agora. Sigo na trilha do trabalho e do aprendizado!


Caso você queira fortalecer seu networking, pode contar comigo, me encontre no linkedin por aqui.


E caso você precise de redação para redes sociais, textos de blog, roteiros de vídeo, conteúdos para site e tudo que se relaciona a redação, pode entrar em contato comigo pelo e-mail jessicadouradoliveira@hotmail.com


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo